Nada mais que a verdade 2

— Tô dizendo, ele era muito forte!
— Você é que sempre foi um fraco, Geraldo.
— Mas como pode, o cara me levantar daquele jeito?
— Se eu pesasse os mesmos 50 quilos que você, qualquer um me levantaria do chão…
— Mas com uma só mão?
— Vai ver ele fez uma academiazinha.
— Fala sério Roger! O cara era igual àquela estátua do Sansão!
— Só se for do coelho da Mônica. Que estátua?
— Do Sansão, pô! O cara que leva o mundo nas costas!
— Atlas.
— Quem?
— O homem com o mundo nas costas: ele se chama Atlas.
— Que seja. Mas não foi ele quem me assaltou, Roger, foi o clone dele.
— Pronto! Agora você foi assaltado pelo irmão gêmeo do Atlas mitológico…
— Olha, Roger, talvez tenha sido! Não tinha pensado que podia ser o irmão dele.
— Ai meu deus.
— O que foi? Não faz essas caras. Você sempre faz essas caras aí quando está debochando de mim.
— Mas, Geraldo, o que eu posso fazer se você fica inventando essas histórias malucas?
— Não é maluca, eu juro, Roger. Foi real!
— Sei. Igual àquela vez do banco…
— Bom, aquela vez foi uma história a parte. Eu fui espancado.
— Por uma velhinha de 94 anos…
— Mas como eu ia adivinhar que ela tinha um aparelho de choque!?
— E o motivo de tudo foi ela achar que você trabalhava no banco…
— Eu dei azar de estar vestido da mesma cor que os funcionários.
— Justamente no momento em que não havia nem um guarda…
— Eu tentei chamar, mas o choque paralisa a gente, sabia?
— Curiosamente nem a câmera de segurança foi capaz de testemunhar a seu favor…
— Eles fizeram manutenção naquele dia. Ah, Roger, por que você sempre duvida de mim?
— Por que será, né?…
— Um dia vou te provar que aconteceu.
— Até lá você já vai ter virado madeira de novo.
— O que você quer dizer com isso?
— Nada não, nada não.
— …
— Esquece, vai. Vamos, Geraldo, tomar uma cerveja para esquecer disso tudo.
— …
— Pára com isso cara. Vambora!
— Tá bom, vai…
— Isso aí. Bola pra frente!
— … mas ele tinha mesmo o tamanho do Sansão…
— Atlas.
— Então você também viu ele?
— Ai, ai, vai começar tudo de novo…

Por Johnathas Mendes Beccon

02 de dezembro de 2009

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: