D&D Um Documentário


Conseguimos!

13 de setembro de 2012, 00h12 AM – Um sonho se torna realidade!

Depois de uma iniciativa conjunta de diversos autores, como Monte Cook (via Facebook e Twitter), sites ligados ao mercado internacional de RPG, como o site francês Di6dent, I Hit It With My Axe,  além de um e-mail enviado diretamente pela CEO da Paizo (Lisa Stevens) a todos os seus parceiros, entre tantas outras iniciativas ao redor do mundo, hoje um sonho tornou-se realidade: O valor mínimo para o projeto de um documentário sobre Dungeons & Dragons foi totalmente atingido, apenas 3 dias antes do seu prazo final.

A iniciativa global conseguiu reunir em apenas dois dias um total aproximado de 100 mil dólares, culminando nos 150 mil necessários para a execução do projeto.

Para quem estiver interessado em ajudar, ainda restam 3 dias (e você pode contribuir com diferentes valores, cada um dá direito a algo diferente, desde um “obrigado” até uma edição limitada com Blu-ray duplo autografado além de livros e outras coisas que agora não me lembro)!

Confere lá!

Facebook: https://www.facebook.com/DungeonsandDragonsDocumentary
Kickstarter: http://www.kickstarter.com/projects/andrewpascal/dungeons-and-dragons-a-documentary

Anúncios

D&D 5 é anunciado Oficialmente


Se você conhece RPG, certamente conhece Dungeons & Dragons. Atualmente em sua quarta edição, D&D é um dos RPGs mais jogados no mundo, mas no quesito “agrada ao público-alvo” sua nota vinha caindo consideravelmente e em um passo cada vez mais acentuado. A busca por regras mais fáceis tornou o sistema mecanicamente perfeito, mas depreciou a atuação do mestre de jogo ao focar demais nas regras e tornar todas as classes de personagem excessivamente uniformes.

Recentes entrevistas a Mike Mearls revelaram que ele deixara de acreditar no potencial do sistema e a ausência de manifestações por parte da Wizards em relação a tais declarações deixaram cada vez mais evidente que havia um plano por trás de tudo isso… Entra em cena Monte Cook, supostamente para reforçar a equipe de Mearls, mas os meses passam e nenhum livro traz o nome de Cook. O que a Wizards esconde afinal?

Finalmente, há algumas horas, a Wizards tornou oficial aquilo que muitos já sabiam: D&D ganhará uma quinta edição.

Fonte: http://www.wizards.com/dnd/Article.aspx?x=dnd/4ll/20120109

OBS.: A partir do outono de 2012 (primavera nos EUA) terão início os playtests do novo sistema. Se você deseja participar do processo precisa ser bom no inglês e inscrever-se no link acima. O jogo terá um foco no feedback da comunidade como nunca houve antes e por isso é muito importante saber oferecer este suporte caso você queira fazer parte do processo.

Gantz RPG (fase 2)


Hoje, por volta das 6:20 am, terminei de ler o capítulo 311 de Gantz. Estou fascinado. Eu estava criando algumas definições de atributos um pouco mais complexos, como Sangue e Energia e então resolvi relembrar sobre as aparições de vampiros e o uso de equipamento motorizado. Abri o mangá no capítulo 219, eram 9:16 pm.

Impressionante como ele consegue prender nossa atenção, pela brutalidade e ao mesmo tempo pela quantidade de sentimentos envolvidos, a noção de fragilidade dos seres humanos. Nossa volatilidade e futilidade. Inspirado por tudo isso, escrevi as palavras que farão parte do trecho inicial do livro.

Espero que dediquem suas atenções a estas palavras da mesma forma que dediquei a minha ao seu desenvolvimento.

Como sempre, críticas são bem-vindas.

Continue lendo

Gantz RPG (fase 1)


Bom dia amigos caóticos!

Como mencionado em minha postagem anterior, essa falação toda sobre GANTZ (que acabou se estendendo até ao RPG Vale) me deu uma vontade tremenda de retomar meu antigo projeto de RPG. Uma vez que estou desenvolvendo um sistema próprio, intitulado Sistema Sinapse, para jogos de interpretação, nada mais apropriado que ajustá-lo ao tema.

Em primeira mão, apresento-lhes a prévia da ficha de personagem.

Ficha GANTZ

Esse é o primeiro protótipo. Sintam-se à vontade para comentar e fazer sugestões/críticas ao design. Os detalhes sobre o Sistema Sinapse serão apresentados em breve, junto com o Módulo GANTZ RPG – Phase One.

Tenham um ótimo dia!

Ensaio sobre a Magia I


Olá amigos caóticos! Hoje vamos falar sobre as diversas linhas de magia utilizadas no mundo RPGístico. Alguma vez você já teve a sensação de que estava preso em um sistema de magia que não lhe parecia tão “mágico” assim? Muitos mestres preferem utilizar sistemas de magia com listas de efeitos pré-definidos, por que facilitam suas vidas e agilizam o jogo. Quem já teve vontade de “desenhar” suas magias na hora em que precisasse dela, ou até mesmo ter a possibilidade de combinar efeitos para gerar um resultado inovador, com a ajuda de outros conjuradores; alguns mestres desenvolvem um misto entre a magia mais liberal e aquela que vem pronta em listas e temos ainda quem goste de enfraquecê-la a tal ponto que a magia parece virar… ciência!

Então vamos dar início a esse assunto que gera tanta polêmica no mundo.

Em pauta: Sistemas de Magia. Continue lendo

Gantz RPG


Você jogaria?

Intro

Olá amigos Caóticos! Como eu já tinha falado um pouco a respeito desse mangá/anime que me fascina tanto, vou resumir o início de sua história nessas poucas linhas. Pois bem, Gantz conta a história do adolescente Kei Kurono, 16 anos, que morre atropelado pelo trem do metrô junto de seu amigo, Masaru Katou. Após isso os dois são transportados para uma sala para participar de um jogo sanguinário, violento e competitivo, comandado por uma “esfera negra” chamada Gantz.

Nota: Apesar da série de anime possuir um fim, a série de mangá continua, sendo publicada até hoje. Continue lendo

O Legado do Rei Caído


Herança, parte 1

O maior reino que já existiu, a maior glória alcançada desde o surgimento dos anões na forja do grande criador. Uma visão de grandeza tão impressionante que faria a própria jóia do norte empalidecer ante sua beleza… e isso era tudo o que havia restado de toda essa grandeza: ruínas. Estas eram as ruínas de Gharraghaur.

Golgor viajara durante três meses ao lado de seu fiel Sam, cruzando estradas raramente utilizadas, evitando rotas mais comerciais, disfarçando-se como um simples andarilho. Sam, seu pônei, tinha sido um companheiro inestimável durante todo esse tempo. Era quase como se ele realmente pudesse entender tudo o que Golgor dizia, mas é claro que o anão mais comentava sobre as glórias de seus antepassados, sobre a qualidade da arte que criavam e sobre a perfeição de seu hidromel do que qualquer outra coisa. Quando o antigo dono decidira vender o pônei ao anão, certamente imaginou que ele não teria como pagar um valor tão exorbitante e acabou surpreendendo-se quando ele prontamente aceitou e pagou com algumas gemas e moedas. Percebendo que não se tratava de uma pessoa qualquer, disse apenas:

“Ele não gosta de ser tratado como um animal, o Sam tem sido um bom companheiro, rebelde às vezes, mas muito corajoso. Cuide bem dele senhor.”

Agora haviam viajado mais de 800 quilômetros desde Idernost, através de extensas planícies, algumas colinas, margeando rios e até mesmo penetrando alguns vales, para finalmente emergir entre despenhadeiros e uma grande floresta, que ele acreditou tratar-se da Mata Escondida. Foi naquele momento que Golgor e Sam puderam contemplar, pela primeira vez em suas vidas, toda a grandeza das montanhas do norte, onde os ancestrais da casa de Kronum haviam vivido. Segurando sua barba, Golgor fez uma reverência. Mesmo o Príncipe Herdeiro da Casa de Kronum não passava de uma pequena rocha imperfeita ante a grandeza da criação dos deuses… Continue lendo