RPG e trilha sonora combinam? (parte 2 de 3)

Olá mais uma vez, meus amigos caóticos!

Expandindo o conteúdo de nosso último post, trataremos de alguns cuidados que devem ser tomados DURANTE o jogo. Serão três postagens dedicadas às duas coisas que mais gosto: música e RPG. Afinal, o que poderia ser melhor do que a harmonia desses dois temas, não é mesmo?

Por falar em harmonia, mais uma dica importante: procure utilizar músicas que não sejam cantadas, pois a letra das músicas costuma distrair os jogadores um pouco, principalmente quando há algum diálogo envolvido (embora na maioria das cenas de ação não haja problema).

Eu sempre relaciono a reprodução de músicas para RPG com aparelhos do tipo CD Player, mas é claro que também podem ser utilizados aparelhos de MP3/MP4, iPhones, computadores desktop, netbooks ou mesmo notebooks; qualquer um deles devidamente conectado à entrada de áudio do seu aparelho de som, para não desgastar as caixas por causa de volumes elevados, para os aparelhos com menor potência de reprodução.

Vamos então ao que interessa!

Cuidados que devem ser tomados DURANTE o jogo

Antecipe a trilha sonora no CD-player

Quando você perceber que os jogadores estão se aproximando de uma cena com trilha sonora planejada, aproveite algum momento em que eles estejam conversando entre seus personagens para deixar a faixa engatilhada no aparelho. Quando a cena chegar, é só dar uma discreta cutucada no play e os jogadores sentirão aquela música realmente faz parte do cenário. Sempre que os jogadores percebem que o mestre parou de contar a história para fazer alguma coisa (procurar a faixa no CD ou buscar os atributos de algum inimigo em um livro), o clima do jogo esfria um pouco. Eu sei que muitas vezes pode ser impossível antecipar esse movimento, tudo bem, não deixe de por a sua trilha sonora, ela vai compensar muito essa pequena pausa, mas sempre que possível, tente antecipar esse movimento.

Evite utilizar muitos CDs durante uma sessão de jogo

Se procurar uma faixa no CD-player já desvia a atenção dos jogadores, imagina trocar o CD! A não ser que você tenha um aparelho daqueles que troca automaticamente o CDs, você vai ter que ficar trocando os CDs no CD-player, e dependendo do momento do jogo em que você desvia a atenção dos jogadores, o nível de tensão pode cair um pouco. É claro que, dependendo da trilha escolhida, essa troca de CDs vale a pena, mas se você tiver a opção, deixe tudo em um CD, ou então, antecipe essa troca de CDs sem chamar a atenção dos jogadores.

Não esqueça a música tocando no CD-player

Se você não prestar atenção, a música pode acabar e entrar em uma próxima faixa que não tem nada a ver com o clima da cena (imagine uma música de ação entrando em um momento triste do jogo… um jogador pode até pensar “Nossa, o nosso colega morto deve estar se levantando como zumbi!” antes que você aperte o stop. Uma solução seria deixar o aparelho com a função repeat programada (para a mesma faixa), mas mesmo nesse caso, é recomendável que a trilha sonora seja retirada depois de umas três ou quatro execuções. Algumas cenas de combate em RPG podem ter sua resolução demorada (leia-se D&D 4E, monstros solo, ou o quando se enfrenta algum “boss”), e a repetição excessiva de uma música não só a desvaloriza como pode começar a irritar alguns jogadores, por melhor que seja a música.

O tempo é relativo

Quando você escuta a trilha fora da sessão de jogo, você calcula um tempo de duração, mas no decorrer do jogo, o tempo dessa mesma trilha pode aumentar ou diminuir. Não que a faixa no CD mude magicamente de tamanho, mas podem acontecer as seguintes situações:

– Você está contando a cena sincronizada com a trilha para os jogadores e a música acaba antes do final da sua narração.

– Você quer coincidir o clímax de sua narração com aquela revirada da música, você está para contar aquela parte, mas a música ainda não chegou no ponto.

O que aconteceu?

Quando você sincroniza sua história com a música antes do jogo, tudo se encaixa, mas na hora em que você está mestrando o jogo, pode acontecer de você pular alguns detalhes, ou então descrever melhor alguma parte do cenário, e é aí que acontece a mudança no tempo da música.

O que fazer?

Lembre-se: O que você fala é sempre mais importante do que a trilha sonora.

Se a música acabou, dê stop no CD-player para a próxima faixa não entrar e termine sua história.

Se a música ainda não chegou no ponto, continue com sua história e deixe a trilha para trás; a atenção dos jogadores está em você, a trilha sonora é só um pano de fundo.

Se, em ambos os casos, você perceber essa perda de sincronismo, você pode tentar consertar a coisa pondo a música para começar de novo ou enrolando um pouco a sua história para os pontos coincidirem; mas se você começar a se atrapalhar e pausar a sua história, esqueça a trilha sonora e continue com a história, nem que seja necessário um stop na música.

Assim funciona comigo, espero que funcione com você; meus jogos de RPG ganharam muito com as trilhas sonoras.

Agora, alguns comentários confidenciais… Aliás, todo esse texto é só para Mestres, caia fora se você for um jogador xereta.

Com trilhas sonoras, você pode induzir a emoção dos jogadores (não brinque com esse poder!). Como isso funciona? Imagine a seguinte cena de jogo:

O grupo mercenário está estudando táticas para invadir a mina de diamantes, pois as chances de vitória no combate direto são muito poucas. Sem certeza do que fazer, o grupo se aproxima para estudar melhor o vale onde fica escondida a mina.

Neste ponto, pode entrar a indução musical do mestre. Se entrar uma trilha sonora heróica enquanto eles caminham, eles podem se empolgar e iniciar o ataque já. Se entrar uma trilha sonora de suspense, eles podem redobrar a furtividade e gastar mais algumas horas pensando em uma tática mais segura. Entendeu como funciona?

Imagine um grupo de biólogos recolhendo amostras em um pântano. Você descreve as raízes expostas das árvores, os sons de pequenos animais pulando no brejo, o farfalhar de uma moita, um rangido de tábuas, as águas escuras, mas ainda assim os jogadores se comportam como se estivessem em um piquenique. Coloque uma suave trilha de suspense bem no fundo e veja seus jogadores exigindo testes de percepção para cada perereca que pula na água.

Experimente colocar de supetão uma trilha sonora vigorosa de combate ao mesmo tempo em que anuncia um ataque surpresa de naves imperiais ao comboio de contrabandistas espaciais dos jogadores. Eles ficarão tão perdidos que cometerão os erros estratégicos típicos de alguém que realmente é pego de surpresa.

Resumindo, as trilhas sonoras servem para realçar a emoção que você está tentando passar para os seus jogadores, muito cuidado para não realçar a emoção errada. Ah, e não se esqueça da Regra de Ouro do RPG: “Divirta-se!”. Se você está se preocupando muito na hora de escolher as músicas, ou está se arrependendo de não ter colocado tal música naquela cena, vá tentar um emprego como diretor de filme; RPG é diversão!

Não estou dizendo que qualquer jogo é um bom jogo de RPG; bons jogos de RPG geralmente necessitam de uma boa dose de preparação e planejamento por parte do mestre e de muita interpretação e compromisso dos jogadores, o que não quer dizer que todo esse trabalho não seja divertido. Mas a partir do momento que a sua busca pela trilha sonora ideal se tornar um trabalho chato, pressione a tecla STOP e doe seus CDs com potenciais trilhas sonoras para mim. Se as pessoas já se divertiam antes, quando você não colocava trilha sonora, pra quê ficar gastando energia?

______________________________________

Muito em breve teremos a terceira e última parte, com dicas de trilhas sonoras adequadas para diversos tipos de campanhas (para os mais variados gostos). Fique ligado!

Você não pode perder!

Anúncios

Uma resposta

  1. […] Fonte: Domínio do Caos […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: