RPG e trilha sonora combinam? (parte 1 de 3)

Como vão vocês, meus amigos caóticos!?

Hoje falaremos de um assunto que já foi apresentado diversas vezes em sites, listas e fóruns de RPG, mas como sempre tem alguém que chega atrasado, ou então, sempre tem algum truquezinho novo para ser apresentado, gostaria de dividir com vocês minhas experiências com Trilhas Sonoras no RPG.

A primeira vez que participei de um jogo com trilha sonora percebi o quanto ela poderia mudar o rumo dos meus jogos, mas percebi também os riscos que a prática envolveria até que eu aprendesse a utilizar com precisão esse método. O tempo passou e hoje eu não imagino mais meus jogos sem esse componente fundamental. Querem a receita?

Para começar, a escolha da trilha sonora adequada não é nada fácil, não se pode improvisar esse tipo de coisa. Portanto, não coloque no repeat aquele CD que você acha “bala” durante a sessão de jogo; não é trilha sonora de RPG. Motivos?

1- As músicas não coincidirão com as cenas do seu jogo;

2- Depois de dez minutos, os jogadores nem perceberão que tem alguma música tocando.

Ou seja, desliga aquele CD-player para economizar energia e para não precisar falar tão alto…

As músicas, embora sejam apenas um pano de fundo para o que realmente importa, afetam as emoções de quem as ouve, reanimando os jogadores ou desmoralizando-os; trilhas sonoras mal preparadas podem arruinar um ótimo jogo fazendo com que seus jogadores simplesmente deixem de lado o Role Play para ficar ouvindo as músicas… ou pior.

Mas e se você quiser muito colocar uma trilha sonora no seu jogo? Se tem um bom CD-player (nem queira saber o trabalho que é organizar uma trilha sonora em fitas K7), tem vários CDs legais, que combinam com o tipo de cenário que você está mestrando, mas você só não sabe qual a faixa certa para cada cena. O que fazer?

Não toque trilha sonora alguma; é a melhor escolha que você pode fazer.

Você deve estar se perguntando, fulo da vida por não ter a chance de tocar aqueles CDs tão bacanas pro pessoal:

“Por quê?!”

1- Você vai ficar muito tenso enquanto mestra tentando lembrar qual música funcionaria em cada cena, e vai acabar prejudicando o seu desempenho em interpretar e julgar as ações dos jogadores.

2- Você vai perder algum tempo decidindo qual a música correta para aquele momento crítico do jogo, e mesmo que você acerte a música, você já perdeu parte da tensão dos jogadores, que estavam vidrados nas suas palavras, mas agora, com sua pausa para procurar a faixa certa, eles se lembraram que toda aquela ação é apenas encenação, e os tiros não passam de roladas de dados;

3- Se você colocar uma música meio deslocada do tema que você estava apresentando, os jogadores poderão não entender direito o tipo de emoção que você está tentando passar para eles.

Mestres nesta situação, geralmente, tocam uma ou duas músicas no começo da sessão de jogo e, se o jogo engrenar, esquecem daqueles CDs que estão separado atrás do escudo-do-mestre e levam o resto do jogo no gogó.

Os exemplos que eu descrevi acima aconteceram comigo, aliás, até hoje, quando eu não planejo bem a trilha sonora do jogo.

Trilhas sonoras podem aumentar (e muito) a emoção de um jogo (tome algum bom filme como exemplo, tente imaginar Indiana Jones fugindo da rocha gigante sem a trilha sonora; apenas com o som da rocha rolando…; sentiu o drama (aliás, a falta de drama)? Mas para estas músicas funcionarem, alguns procedimentos devem ser seguidos. Vou te passar os que funcionam comigo.

Seja honesto com seu cenário de jogo

Não é porque você curte muito as músicas daquele CD que você vai poder aproveitá-lo em seu jogo. Escute de novo aquela música e seja sincero: Ela combina com seu cenário? Lembre-se de que os jogadores também julgarão essa música quando escutá-la enquanto presenciam uma cena de jogo.

Busque suas trilhas sonoras em Trilhas Sonoras

Sim, filmes têm trilhas sonoras disponíveis em CDs. Não estou falando daqueles CDzinhos oportunistas que saem no rastro de filmes famoso com bandinhas pop; estou falando daqueles CDs com a trilha sonora instrumental desses filmes, que aparecem sutilmente naqueles momentos de ação, romance, tensão, ou seja lá qual for a emoção (ao contrário das músicas daquelas bandinhas pop que não aparecem em nenhum ponto do filme, nem mesmo nos créditos, já tinha percebido isso?). Esses CDs com a verdadeira Trilha Sonora de um filme geralmente ficam escondidos nas últimas prateleiras das lojas e só chegam algum tempo depois do lançamento do filme.

Busque a música de seus jogos em Jogos

São verdadeiras minas de ouro para mestres de RPG que gostam de trilhas sonoras. Eu estou falando dos jogos de computador e vídeo-game em CDs. Alguns destes jogos tem sua trilha sonora em faixas individuais do CD, que podem ser tocadas em qualquer CD-player; tenha cuidado para não tocar a faixa 1, que é onde ficam os arquivos do jogo. Alguns jogos não entregam a trilha sonora tão fácil assim, em faixas secundárias; mas se você procurar nos arquivos do jogo, poderá encontrar os arquivos com as músicas. Se você tem uma gravadora de CDs você já sabe o que fazer, não é?…

Fuja de músicas conhecidas

A não ser que essas músicas se encaixem MUITO BEM no que você imagina, fuja das músicas conhecidas; a associação com a origem dessa música será automática para os jogadores, e eles poderão enxergar a cena de uma maneira que você não queria imitar. E mesmo quando a música famosa realmente se encaixa com a sua cena, você corre o risco de ter seus jogadores te encarando com aquela cara de “ah, você escolheu a música daquele filme,… legalzinho, né…”, e lá se foi a atenção à sua descrição.

Cuidado com músicas que mudam de ritmo

Algumas músicas mudam drasticamente seu ritmo em algum momento. Não escolha uma música como trilha de seu jogo só escutando o primeiro minuto dela. Ouça toda a música com antecedência para não ter surpresas na mesa de jogo. Se você decidir arriscar uma trilha dessas, muito cuidado para apertar o stop no momento certo. Escutar essa música várias vezes ajuda a prever esse momento e não se enganar na mesa de jogo.

Não confie nas legendas dos CDs, faça as SUAS

Essa é a parte mais importante, envolve planejamento e imaginação, e define o sucesso da utilização da trilha sonora em seu jogo. Na legenda de faixas do CD, está o nome que os músicos deram para a música, ou o momento do filme em que ela aparece (no caso das Trilhas Sonoras de Filmes, aka Soundtracks), ou nada mesmo (no caso dos CDs de jogos). Essas legendas nem sempre servirão para você se localizar durante o jogo. Se você encontrou algum CD que tem várias músicas com grande possibilidade de animar seus jogos, anote o número da faixa e escreva uma legenda que combine com a cena que você imaginou.

Quando você tem um jogo planejado, sempre existe a possibilidade dos jogadores avacalharem com tudo, mas alguns momentos podem ser previstos, como “a aparição do monstro gigante”, “a revelação do vilão” ou “o descanso dos heróis no vilarejo”. Além desses momentos únicos, existem momentos que podem se repetir em suas aventuras, como “a perseguição de carros”, “o duelo de espadas” ou “a fuga desesperada”.

Escute o CD, e se você visualizar algum de seus eventos de jogo em alguma faixa, faça a sua legenda. Não perca tempo com títulos longos ou originais; seja rápido e direto: “batalha”, “fuga silenciosa”, “o arquimago”, “meia-noite” e etc. Durante o jogo, quando a cena chegar, é só escolher a faixa e Play.

Cuidado com músicas que mudam de ritmo 2

Algumas músicas tem um tema que combina certinho com aquela cena, o problema é que ela está no meio da música, antes dela vem uma introdução completamente fora do clima de jogo. Mas se você realmente quiser esse tema em seu jogo, aproveite a legenda que você fez e marque o minuto e segundo em que esse tema começa. Lembre-se de que ficar procurando ponto certo de música no meio do jogo pode esfriar um pouco os jogadores, pense bem se vale a pena. Isso é o que você pode planejar e fazer antes do jogo.

______________________________________

Em breve teremos a segunda parte, relatando os cuidados que devemos tomar durante o jogo e algumas informações ainda mais direcionadas para os Mestres. Continuem ligados!

Anúncios

5 Respostas

  1. Concordo em gênero, número e grau! 🙂

    Só diria que, agora, na era do mp3, ter o note na mão e um iTunes que você consegue buscar rapidamente a música e clicar pra dar play, etc, etc, facilita e MUITO tudo isso. #ficadica

    • Tem razão Carolina, vou falar também sobre o uso dessas e de outras tecnologias nos próximos posts.

      Eu, particularmente, sou adepto do notebook para facilitar minha vida. Basta um clique e dá para mostrar as imagens dos personagens com quem se está interagindo ou colocar aquela imagem da caverna repleta de teias por onde eles terão que passar… depois mandar a música tema do Halloween pra completar! Hehehe

      Melhor que isso só usando um daqueles sons de cinema THX ou 3-D!

      Abração e valeu pelo comment!

  2. […] This post was mentioned on Twitter by Johnathas Beccon, Johnathas Beccon. Johnathas Beccon said: RPG e trilha sonora combinam? (parte 1 de 3): http://wp.me/pxgTT-8D […]

  3. Muito bom o post, realmente de grande valor. Músicas podem fazer uma grande diferença na hora do jogo…

  4. […] Fonte: Domínio do Caos […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: